quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Linha 4 do Metrô: começam melhorias no sistema de drenagem em São Conrado

14/10/2015 - Jornal do Brasil

Com a reta final das obras civis da Estação São Conrado, a Linha 4 do Metrô inicia nesta quinta-feira (15/10) serviços de melhorias no sistema de drenagem e reurbanização do entorno dos canteiros de obras no bairro. O Consórcio Construtor Rio Barra, responsável pelas intervenções na região, fará - como contrapartida à comunidade - a substituição das antigas galerias de águas pluviais por novas. Para reurbanização, estão contempladas a readequação de pistas e calçadas, a recuperação de jardineiras e novo projeto de iluminação pública. As atividades estão previstas para serem concluídas no primeiro trimestre de 2016. 

A primeira e principal fase das intervenções se dará na Estrada da Gávea, na altura do supermercado Extra, onde a pista da direita (sentido do trânsito) será ocupada para a realização dos serviços de drenagem. Duas faixas de rolamento permanecerão liberadas ao tráfego. A circulação de pedestres, as vagas de estacionamento rotativo e o acesso às garagens dos edifícios serão preservados.

Nas fases seguintes, o consórcio seguirá com os serviços pontuais de drenagem e reurbanização ao longo do lado esquerdo (sentido do trânsito) da Estrada da Gávea, nas avenidas Niemeyer e Aquarela do Brasil e na Rua General Olímpio Mourão Filho (veja mapa).

As atividades serão realizadas nos períodos diurno e noturno, sempre com o compromisso de minimizar os impactos para comunidade do entorno e o trânsito local. Não haverá fechamento total de nenhuma via. Conforme os serviços forem sendo concluídos, as áreas das intervenções serão liberadas.

As alterações viárias foram definidas em conjunto com a CET-Rio. A sinalização será reforçada na região e agentes de trânsito vão orientar a população.

 A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro é uma obra do Governo do Estado do Rio de Janeiro e vai transportar mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Serão seis estações (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico) e 16 quilômetros de extensão. O projeto representa metade da malha metroviária existente no Estado e é o maior legado em transporte que o Rio de Janeiro e seus aproximadamente 16 milhões de habitantes ganharão com os Jogos Olímpicos. Com a Linha 4, será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário