terça-feira, 16 de junho de 2015

Governador Pezão viaja no primeiro trem da linha 4 do Metrô

11/06/2015 - Metrô Rio

nome da imagem
As 15 novas composições entram em operação ainda este ano

O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o Secretário Estadual de Transportes, Carlos Roberto Osorio, o presidente da Concessionária Rio Barra, Maurício Rizzo, e o Presidente do MetrôRio, Flávio Almada, viajaram, nesta quarta-feira (10/06), em um dos 15 novos trens que irão circular no trecho em construção entre Barra da Tijuca e Ipanema. Todas as novas composições, fabricadas na China, chegarão ao Rio de Janeiro até setembro e a previsão é que entrem em operação até dezembro deste ano.

"A Linha 4 do Metrô é a maior obra de infraestrutura da América Latina e o mais importante legado das Olimpíadas que estamos deixando para a população. Os trens utilizados aqui reúnem o que há de melhor em tecnologia de todo o mundo em matéria de mobilidade urbana", avaliou o governador Luiz Fernando Pezão, durante a viagem.

Doze trens já chegaram ao Rio, sendo que três estão em operação, circulando preferencialmente na Linha 1. As novas composições possuem seis carros com capacidade para 1.800 pessoas, ar-condicionado, passagem interna entre carros, painéis de LED com sistema informatizado de comunicação e câmeras de monitoramento interno. O projeto é o mesmo dos trens que operam no MetrôRio desde 2012.
"A Linha 4 vai completar o anel de transporte de alta capacidade da cidade do Rio, conectando as zonas Oeste e Sul ao Centro. Sem dúvida, este é um avanço importante na mobilidade urbana do Rio de Janeiro, garantindo mais conforto e comodidade no deslocamento de nossos cidadãos", disse o secretário de Estado de Transportes Carlos Roberto Osorio.

A Linha 4 do metrô transportará mais de 300 mil passageiros por dia. Serão seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e cerca de 16 quilômetros de extensão.

"A chegada dos 15 novos trens confirma o conceito que pregamos, que é ser referência em mobilidade urbana. Com mais esta aquisição aumentamos a oferta diária de lugares, conseguimos manter o menor intervalo possível no sistema e modernizamos a frota de trens", disse o presidente do MetrôRio, Flávio Almada.
 
Metrô em expansão

Desde 2009, quando a Invepar assumiu a gestão do MetrôRio, já foram investidos R$ 1,15 bilhão no sistema. Entre as melhorias estão a compra dos 19 trens que começaram a operar entre 2012 e 2013; a construção das estações Cidade Nova (inaugurada em 2010), com a conexão direta Pavuna-Botafogo, e Uruguai (inaugurada em 2014); a modernização do Centro de Controle Operacional e dos sistemas de segurança e sinalização; a implantação de acessibilidade total para pessoas portadoras de necessidade especiais em todas as estações; e a construção e ampliação de novas subestações de energia. Para a Linha 4, a Invepar investiu R$ 1,1 bilhão.

Com a chegada dos 15 novos trens, o MetrôRio passará a circular com 64 composições, um incremento de mais de 100% no número de trens que operam no sistema em comparação ao ano de 2009 (quando 30 trens estavam na operação). Atualmente, a Concessionária tem capacidade para transportar 1,2 milhão de passageiros. Esse número chegará a 1,7 milhão com a chegada dos novos trens e a ampliação da linha.
Hoje, o MetrôRio tem 42 km de extensão, 36 estações e transporta cerca de 830 mil passageiros por dia útil. O cenário para 2016, ano de inauguração da Linha 4, é que a rede seja ampliada para 57 km, 42 estações e receba, gradativamente, 300 mil novos passageiros/dia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário