quinta-feira, 19 de março de 2015

Início das obras da Linha 3 estão próximas de serem anunciadas

19/03/2015 - A Tribuna RJ

O início das obras da Linha 3, que irá ligar os municípios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, estão próximas de serem anunciadas. De acordo com o governador Luiz Fernando Pezão, o orçamento da União foi aprovado na madrugada de ontem e agora é esperada divulgação do valor repassado para o Estado do Rio de Janeiro, para posteriormente, definir quanto será utilizado para os trabalhos. Em seguida, poderá ser "batido o martelo" sobre a instalação do monotrilho ou de uma rede de BRTs.

O governador visitou na tarde de ontem o Instituto de Educação Clélia Nanci, no bairro Brasilândia, em São Gonçalo, durante mais uma etapa do programa 'Fale com a gente!', para atender as demandas da população. Ele ressaltou a importância de as obras começarem o quanto antes.

"Estamos discutindo possibilidades. Precisamos do dinheiro e vamos esperar para ver o que a União irá nos repassar. Se ficar um valor que impossibilite a criação do monotrilho, vou propor ao prefeito de fazermos um BRT. Não podemos esperar muito mais. Precisamos criar empregos e não posso esperar juntar dinheiro para realizar uma obra como essa", disse o governador.

Na última semana o secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osório, informou que o objetivo é construir uma rede de BRTs no Leste Metropolitano, ligando Niterói ao distrito de Manilha em Itaboraí, passando por São Gonçalo, através de duas linhas. A primeira pelo antigo traçado da Linha 3 e uma segunda, pela RJ-104. Porém, ontem o secretário disse que ainda é cedo para definir se será implantado um metrô ou BRT. A opção pelos ônibus articulados sairia por R$ 1,7 bilhão. Valor muito inferior aos R$ 3,9 bilhões orçados inicialmente pelo monotrilho.

"O Congresso Nacional vai consolidar todas as exigências em uma única proposta e encaminhar ao Poder Executivo. Eles irão avaliar e têm um prazo máximo de 15 dias úteis para sancionar. Só após isso resolveremos o que pode ser construído", explicou Osório.

Pezão se mostrou feliz com o momento e falou da necessidade da construção da Linha 3. Para ele a possibilidade de o metrô ser abolido e no lugar feito um BRT é vista de forma positiva.

"O BRT é um sistema que atende plenamente às necessidades da região. Sem contar que conseguimos inaugurar em um ano e meio. Precisamos criar empregos rapidamente e não posso esperar juntar dinheiro para realizar uma obra como essa", finalizou o governador.

Barca terá terminal do Rio para Itaboraí

Outro assunto muito antigo é a implantação de uma linha das Barcas que faça o trajeto Praça XV, no Rio de Janeiro, até São Gonçalo. No entanto, o Governo do Estado estuda a ligação entre o Rio e Itaboraí.

"No momento estudamos com a concessionária a possibilidade de instalar uma estação das Barcas em Itaboraí, no porto que hoje atende aos funcionários do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Poderia ser uma solução. Faremos uma dragagem na Baía de Guanabara para atendermos da melhor forma. Seria ótimo para trabalhadores do Rio de Janeiro que morem em São Gonçalo e Itaboraí. Estamos levantando custos", disse Pezão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário