quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Jardim Botânico ganha plantas retiradas do túnel da linha 4 do metrô do Rio

17/10/2012 - Agência Rio

Mais de 2,7 mil plantas, entre elas, bromélias, orquídeas, clusias e velósias, removidas do Morro do Focinho do Cavalo, na Barra da Tijuca, para a abertura do túnel de serviço e de via da Linha 4 do Metrô (trecho Barra-Gávea) estão sendo replantadas no Jardim Botânico.

As espécies, algumas em risco de extinção, são plantadas pela equipe de pesquisa do parque, ao lado do cactário. Coordenado pelo biólogo e botânico Cláudio Nicoletti, o projeto de Resgate e Monitoramento de Plantas Ameaçadas foi iniciado no ano de 2010.

Removidas com o auxílio de profissionais especializados em escalada, as espécies chamadas de rupícolas – por crescerem em rochas – foram conservadas em estufas e, agora, estão sendo replantadas no espaço que será aberto à visitação nos próximos meses. Além da flora, o canteiro também vai resguardar pedras que foram removidas para a abertura do túnel.

– Contratamos uma equipe de escaladores e treinamos estas pessoas para o trabalho botânico. No início, só as ameaçadas seriam resgatadas, mas removemos tudo – disse Cláudio Nicoletti.

O espaço, localizado ao lado do cactário, oferecerá informações aos visitantes. A ideia é explicar de onde vieram as espécies, o trabalho de preservação das plantas e suas características. Para atrair o público infantil, o canteiro contará com placas educativas.

Os nichos de espécies serão vistos de um ângulo diferente, já que parte do material resgatado sobrevive em rochas. Após a conclusão das obras da Linha 4, algumas plantas retornarão ao seu local de origem, outras serão transferidas para unidades de conservação e ficarão à disposição do Jardim Botânico.



Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário