sábado, 29 de maio de 2010

Secretário propõe transformar estações de trem em centros culturais


25/05/2010

Nova movimentação do governo estadual para viabilizar a tão prometida Linha 3 do metrô começou na semana passada com a limpeza da antiga linha férrea entre Niterói e São Gonçalo. Em meio aos trabalhos que visam coibir novas ocupações da linha com moradias, o secretário estadual de Transportes, Sebastião Rodrigues, propôs aproveitar as obras de urbanização previstas no projeto do metrô para transformar as antigas estações de trem dos dois municípios em centros culturais. Inicialmente, Rodrigues acredita que os terminais Barreto e São Gonçalo, ambos tombados, poderiam ser usados para ampliar a oferta cultural nos municípios.

A ideia já havia aparecido em projeto de lei do vereador de São Gonçalo Marlos Costa (PT), que conseguiu em novembro de 2009 transformar em lei a proposta de tombar as estações Porto da Madama, Alcântara e São Gonçalo e de restringir seu uso futuro a fins culturais.

O GLOBO-Niterói visitou cinco das estações que integravam a linha que ficou conhecida como Litoral e ia até Vitória, no Espírito Santo: Barreto e Maruí, em Niterói; e as três estações tombadas no município vizinho. Todas sofrem com lixo no entorno e má conservação.

A estação que já ganhou novo uso com a atividade em torno da Linha 3 foi a de Maruí, no Barreto. A enorme construção, de 1871, tornou-se a base dos trabalhos de limpeza dos trilhos. Quando operava, ela incluía escritórios, sala de espera para os passageiros e uma grande plataforma. 

O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário