quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Linha 4 do metrô RJ: construção de pilares da ponte está em fase final

21/10/2015 - Portal R7

A construção dos pilares da ponte estaiada, com 72 m de altura, deve terminar esta semana com a concretagem dos últimos dois metros. A ponte suspensa por cabos tem 320m de extensão e é a única parte não subterrânea da linha 4 do metrô, passando por cima do canal da Lagoa da Barra da Tijuca. As estruturas fixam os estais, conjuntos de cabos de aço que vão ligar os túneis escavados em rocha do Morro do Focinho do Cavalo até a Estação Jardim Oceânico.

A ponte está na última fase que é a construção do trecho suspenso e elevado, sobre o canal da Barra da Tijuca. Faltam apena 66 metros para a conclusão.

Nesta terça-feira (20), o governador Luiz Fernando Pezão realizou uma visita técnica à ponte estaiada e à Estação Jardim Oceânico da Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema). Pezão afirmou que pretende manter os empregos gerados pela construção.

- Estamos trabalhando para preservar os mais de nove mil empregos desta obra. Quero dar continuidade a esses empregos com os projetos para a construção das Linhas 2 e 3 do Metrô.

O secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osorio, disse que a intenção é cumprir a promessa de iniciar o funcionamento em junho de 2016.

- A gente reitera e ratifica que as obras estão vigorosamente dentro do prazo com todos os grandes marcos sendo alcançados e isso nos dá a segurança de reafirmar à população do Rio de Janeiro o nosso compromisso de colocar os trens circulando em teste a partir do dia 1º de junho do ano que vem.

Após a conclusão dessa fase, começam os acabamentos, a instalação de cabos elétricos, posicionamento de trilhos e concretagem da via permanente, por onde os trens vão passar. Em novembro, as rampas de acesso começam a ganhar trilhos. Elas já estão finalizadas e conectadas à Estação Jardim Oceânico. Toda a ponte, assim como os pilares, está recebendo um tratamento especial antipichação.

Estrutura inovadora

Esta é a primeira vez na América Latina em que pilares inclinados de uma ponte estaiada são construídos usando um sistema de pistões hidráulicos, que elevam a estrutura de apoio conforme a necessidade da obra. Na estrutura do metrô no Rio, a ponte é a primeira estaiada e único trecho onde os trens da Linha 4 do Metrô poderão ser vistos fora do subterrâneo. A previsão é de que, até novembro, a estrutura de duas vias estejam prontas. Uma para o sentido Barra da Tijuca e outra para o, Zona Sul.

Ponte colorida no Outubro Rosa

A ponte estará colorida de rosa neste mês em apoio ao Outubro Rosa. A campanha mundial tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do cuidado e prevenção do câncer de mama. Quando estiver em funcionamento, ela terá iluminação cenográfica feita pelo artista das luzes Peter Gasper.

Estação Jardim Oceânico

Estão sendo colocados os trilhos na estação Jardim Oceânico. Além disso, as escadas fixas estão construídas e as escadas rolantes, instaladas. As bilheterias já estão prontas, inclusive com pastilhas nas paredes. O piso de granito foi assentado e o acesso de passageiros da Rua Fernando de Matos, esquina com a Avenida Armando Lombardi, sentido Zona Sul, recebe os últimos acabamentos. No entanto, o acesso da Armando Lombardi, sentido Recreio, ainda está em construção. Na próxima semana, começam a ser colocados os elementos decorativos e definitivos: placas de cerâmicas coloridas que revestirão as paredes.

Linha vai transportar mais de 300 mil pessoas por dia

A Linha 4 do Metrô do Rio vai transportar mais de 300 mil pessoas por dia. A meta é tirar cerca de 2.000 veículos por hora/pico das ruas. Ao todo, serão seis estações (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico) e 16 quilômetros de extensão. O tamanho do projeto corresponde a metade da malha metroviária do Estado e é o maior o maior legado em transporte que os moradores ganharão com os Jogos Olímpicos. Quando a linha entrar em funcionamento, será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e da Barra ao Centro em 34 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário