quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Últimos trens da Linha 4 do Metrô chegam no Rio de Janeiro

19/08/2015 - Governo do Rio de Janeiro

A Secretaria de Transportes e a concessionária MetrôRio entregaram os três último trens, da frota de 15 novos, que irão operar na Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca-Ipanema). As composições chegaram ao Porto do Rio com um mês de antecedência e passarão por 90 dias de testes, antes de estarem disponíveis para operação.

Montado na China, o veículo possui seis carros, capacidade para 1,8 mil pessoas, ar-condicionado, passagem interna entre carros, painéis de LED com sistema informatizado de comunicação e câmeras de monitoramento interno. O projeto é o mesmo das composições que operam no MetrôRio desde 2012. 

As novas composições começam a circular pelos trilhos da Linha 4 no segundo semestre de 2016. Com a aquisição, a frota do metrô do Rio de Janeiro será ampliada em 30%, saindo de 49 trens para 64. 

Componentes de vários países

Apesar de o trem ser montado na China, ele recebe componentes de vários países diferentes. A carroceria e o truque, onde se localizam as rodas e o motor, vêm da empresa chinesa Changchun Railway Vehicles. O sistema de ar-condicionado é da australiana Sigma. A Mitsubishi Eletric, do Japão, ficou responsável pelo sistema de tração. O sistema de portas foi desenvolvido pela austríaca IFE e toda a parte de frenagem dos novos trens ficou a cargo da Knorr-Bremse, da Alemanha, ou seja, buscou-se a melhor tecnologia mundial. 

Sobre a Linha 4

A Linha 4 do Metrô é uma obra do Governo do Estado do Rio e vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Serão seis estações e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa, deslocando-se, por exemplo, da Barra da Tijuca à Pavuna. Será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos. O projeto é o maior legado em transporte que a população ganhará com os Jogos Olímpicos. 

No âmbito do projeto da Linha 4, cabe à Invepar, controladora do MetrôRio, a aquisição dos novos trens e sistemas (sinalização, piloto automático, telecomunicações – câmeras, informações ao usuário etc), a adequação do Centro de Manutenção e a compra de equipamentos, máquinas e veículos que serão utilizados na manutenção. Também está sob a responsabilidade da Companhia a adaptação do Centro de Controle Operacional (sistema novo de controle de trens).

Nenhum comentário:

Postar um comentário