segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Trânsito do Leblon terá novas mudanças para obras da Linha 4 do Metrô a partir de sábado

26/11/2013 - O Globo

A partir do próximo sábado, o trânsito do Leblon, na Zona Sul do Rio, terá novas alterações para obras da Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema). Para dar continuidade às intervenções na região, parte da Rua Igarapava e da Avenida Ataulfo de Paiva serão interditadas nos trechos próximos ao canal da Avenida Visconde de Albuquerque. A mudanças estão programadas para as 8h, com o bloqueio parcial das duas vias. No Alto Leblon, também haverá alterações.

Um poço será construído na Avenida Ataulfo de Paiva para receber o 'Tatuzão", equipamento que vai abrir os túneis. Na Igarapava, será realizado serviço de tratamento do solo na área de transição entre areia e rocha, para auxiliar a escavação. Dois canteiros de apoio serão instalados: um na Rua Igarapava, próximo à esquina com a Avenida Visconde de Albuquerque; outro sobre o canal da Visconde de Albuquerque.

A partir de sábado, haverá inversão total de direção nas ruas Sambaíba e Professor Azevedo Marques e, parcial, na Rua Jerônimo Monteiro, no trecho entre as avenidas General San Martín e Ataulfo de Paiva. Já as ruas Aperana e Gabriel Mufarrej passam a operar em mão dupla.

O estacionamento será proibido nos lados par e ímpar da numeração da Rua Gabriel Mufarrej e do lado par da Aperana. Além de parte da Ataulfo de Paiva, próximo à Visconde Albuquerque, haverá ainda o bloqueio da ponte sobre o canal da Visconde de Albuquerque, em frente à Rua Igarapava e ao canteiro de obras.

A CET-Rio informou que a sinalização e a atuação de agentes serão reforçadas na região. As intervenções serão mantidas até abril de 2015 na Rua Igarapava, e até março de 2016 no trecho da Avenida Ataulfo de Paiva.

Mudanças nos itinerários das linhas de ônibus - Linha 132 (Central x Leblon - via Aterro do Flamengo - circular): De: Avenida General San Martin, Avenida Visconde de Albuquerque (pista sentido jardim botânico), retorno, Avenida Visconde de Albuquerque (pista sentido Avenida Delfim Moreira), Avenida Delfim Moreira. Para: Avenida General San Martin, Rua Rainha Guilhermina, Avenida Visconde de Albuquerque (pista sentido Avenida Delfim Moreira), Avenida Delfim Moreira.

Linha 503 (Alto Leblon x Ipanema - circular): De: Rua Timóteo da Costa, Rua Sambaiba, Rua Igarapava, Avenida Visconde de Albuquerque, Avenida Delfim Moreira, ..., Praça General Osório, ..., Avenida General San Martin, Rua Rainha Guilhermina, Avenida Visconde de Albuquerque, Rua Timóteo da Costa. Para: Rua Timóteo da Costa, Rua Sambaiba, Rua Sambaíba (trecho com sentido invertido), Rua Timóteo da Costa (sentido Avenida Visconde de Albuquerque), Avenida Visconde de Albuquerque, Avenida Delfim Moreira, ..., Praça General Osório, ..., Avenida General San Martin, Rua Rainha Guilhermina, Avenida Visconde de Albuquerque, Rua Timóteo da Costa.

Linhas 2015 (Castelo x Leblon - circular) e 2017 (Rodoviária x Leblon - circular): De: Avenida General San Martin, Avenida Visconde de Albuquerque, Avenida Ataulfo de Paiva, Rua General Artigas, Rua Dias Ferreira. Para: Avenida General San Martin, Rua Jerônimo Monteiro (trecho com sentido invertido), Avenida Ataulfo de Paiva, Rua General Artigas, Rua Dias Ferreira.

Funcionamento dos pontos de ônibus - Linha 132: Será implantado um novo ponto de ônibus na Rua Rainha Guilhermina, entre a Avenida Ataulfo de Paiva e a Rua Dias Ferreira; passará a utilizar os pontos existentes na Avenida Visconde de Albuquerque, entre as ruas Leôncio Correia e Igarapava. Continuará funcionando o último ponto do grupo BRS1 existente na Avenida General San Martin, entre as ruas General Venâncio Flores e General Artigas, e o ponto existente na Avenida Visconde de Albuquerque, entre a Rua Gabriel Mufarrej e a Avenida Delfim Moreira.

Linha 503: Será implantado um novo ponto de ônibus na Rua Rainha Guilhermina, entre a Avenida Ataulfo de Paiva e a Rua Dias Ferreira; passará a utilizar os pontos existentes na Avenida Visconde de Albuquerque, entre as ruas Timóteo da Costa e Igarapava. Continua funcionando o ponto existente na Avenida Visconde de Albuquerque, entre a Rua Gabriel Mufarrej e a Avenida Delfim Moreira.

Linhas 2015 e 2017: a) permanece utilizando o primeiro ponto do grupo BRS1 existente na Avenida Ataulfo de Paiva, entre as ruas Jerônimo Monteiro e Rita Ludolf.

Fonte: O Globo
Publicada em:: 26/11/2013

sábado, 21 de dezembro de 2013

Maior túnel entre estações do mundo é aberto no Rio

19/12/2013 - G1

O primeiro túnel da Linha 4 do Metrô Rio já está totalmente aberto. O Bom Dia Rio mostrou nesta quinta-feira (19) a travessia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, para São Conrado, na Zona Sul do Rio. As obras começaram há quatro anos e, segundo o Consórcio Construtor Rio, o túnel é o maior do mundo entre duas estações de metrô, com cinco quilômetros de extensão — o consórcio não soube informar qual era o maior túnel antes. 

"De metrô o percurso é feito em seis minutos; seis minutos do Jardim Oceânico até São Conrado", contou Lúcio Silvestre, diretor de contrato do consórcio. 

Três mil e duzentos funcionários trabalharam dia e noite em diferentes turnos e 300 máquinas e caminhões em apenas um nas obras de um trecho. O investimento nas obras foi de R$ 9 bilhões, segundo o governador Sérgio Cabral, que acompanhou jornalistas em visita nesta quinta. No total, serão 16 quilômetros de metrô entre a Barra da Tijuca e Ipanema. 

A Linha 4 terá seis estações: Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, no Leblon, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, e deve transportar mais de 300 mil pessoas por dia a partir de 2016. 

Trilhos em março 

"Os trilhos nesse trecho começarão a ser colocados em março. Essa linha oferece qualidade de vida para os cariocas. É uma nova etapa na cidade", disse Cabral. 

O túnel da Linha 4 vai ser um alívio para quem enfrenta trânsito todo dia; ele fica a dez metros do nível da rua, ou seja, não é muito profundo. O túnel foi construído sob a Pedra da Gávea e ganhou uma camada de concreto e barras de aço ao longo do trajeto para aumentar o nível de segurança. "Não há nenhum risco. É totalmente seguro. Está totalmente nas normas e condições de escavações e geotécnicas. É totalmente seguro", afirmou Silvestre. 

Altar com a Santa Bárbara 

No final da travessia, a equipe do Bom Dia Rio encontrou um altar com a Santa Bárbara. Ela é considerada a santa protetora dos tuneleiros. "Eu pelo menos acredito muito, tem muitos trabalhadores aqui que acredita e ao termino do meu trabalho, eu vou ali, agradeço por ter um dia de trabalho bom, seguro e que me proteja até a minha chegada ao meu lar, na minha casa", contou o motorista Venâncio Luiz Francisco. 

Linha 3 em 2014 

Cabral informou ainda que a licitação para as obras da Linha 3 do metrô, que vai ligar Niterói a São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, deve começar no primeiro semestre de 2014. 

Fonte: G1 RIO
Publicada em:: 19/12/2013

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Travessia da Linha 4 do Rio será feita nesta quinta

17/12/2013 - O Globo
 
O Consórcio Construtor Rio Barra fará na próxima quinta-feira a travessia do primeiro túnel da Linha 4 do Metrô, que liga a Barra da Tijuca a São Conrado. As escavações do primeiro túnel foram concluídas no último dia 9, com a implosão do último trecho que ainda separava os dois bairros. O encontro se deu na altura da Estrada das Canoas, em São Conrado. Segundo o Consórcio Construtor Rio, responsável pela obra, o túnel tem cinco quilômetros de extensão e é o maior entre estações metroviárias do mundo. Com aproximadamente 16 quilômetros de extensão, a Linha 4 (Barra - Ipanema) vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia. A previsão é de que a nova linha retire das ruas cerca de 2 mil veículos por hora. Serão seis estações: Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz.
 
Ao todo, já foram escavados mais de 6 mil metros de túneis de via (por onde passarão os trens) entre a Barra da Tijuca e a Gávea. Na última implosão para concluir o túnel de São Conrado foram usados 350 quilos de dinamite. Quando o lado da Zona Oeste se encontrou com o da Zona Sul, uma faixa colocada no lado da Barra trazia a frase "Parabéns, equipe". Os operários vibraram. O túnel começou a ser aberto em setembro de 2010.
Segundo o consórcio responsável pela obra, serão construídos três acessos na estação de São Conrado: um para a Rocinha e dois para outros pontos do bairro. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa e seguir, sem baldeação, do Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, à estação Uruguai, na Tijuca, Zona Norte da cidade, que deve ser inaugurada no primeiro semestres de 2014.
 
O trajeto Barra-São Conrado será feito em menos de seis minutos. Já o trecho entre a Barra e Ipanema será percorrido em 15 minutos e o Barra-Tijuca, em 50 minutos. O túnel Barra da Tijuca–São Conrado conectará as duas estações de maior demanda da Linha 4 do Metrô: Jardim Oceânico, com previsão de receber 91 mil passageiros por dia, e São Conrado, por onde 61 mil pessoas devem passar todos os dias. A previsão é de que a Linha 4 do metrô entre em operação no primeiro semestre de 2016.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Estação do metrô em Ipanema, no Rio, reabre com nova cobertura


Por fora, cobertura padronizada e por dentro, mapa com pontos turísticos.

Dia foi de limpeza para a reabertura no domingo (15).


Preparada como se fosse uma inauguração, a reabertura da estação General Osório, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, exigiu cuidados e dedicação neste sábado (14). No final da manhã, funcionários caprichavam na lavagem da calçada e escada para deixar a entrada da estação preparada para a volta dos usuários do transporte, a partir das 7h do domingo (15). Por causa das obras da Linha 4, estação ficou fechada durante dez meses.
Na reabertura, o usuário vai notar diferenças. A começar pela cobertura da entrada; o que antes parecia um croissant – e recebia críticas dos moradores de Ipanema – agora dá lugar a um design mais discreto e padronizado, semelhante ao de outras estações. A nova entrada dá mais segurança ao usuário que pode ter uma visão periférica da estação. Os vidros ganharam uma película antirresíduo.
Por dentro, segundo a Metrô Rio, o usuário também vai notar diferenças. A sinalização foi padronizada e ganhou placas com textos em português e inglês. E agora também há um mapa com a localização das principais atrações turísticas e culturais da região com indicação das linhas de ônibus de integração que levam aos locais.
De acordo com o governo do estado, a estação, fechada em 23 de fevereiro vai reabrir oito dias antes do prazo previsto inicialmente.

Fonte: G1

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Túnel da Linha 4 do metrô do Rio será concluído nesta segunda

06/12/2013 - Revista Ferroviária

Na próxima segunda-feira (09/12), o Consórcio Construtor Rio Barra concluirá a construção do primeiro túnel da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro: Barra da Tijuca - São Conrado. Segundo o Rio Barra, este será o maior túnel entre estações metroviárias do mundo, com 5 km de extensão.

A Linha 4 terá 16 quilômetros de extensão, contará com seis estações: Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz, ligando Ipanema a Barra da Tijuca. A linha tem pretensão de transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de dois mil veículos por hora/pico.

De acordo com o consórcio, até 2016, o sistema metroviário do Rio de Janeiro contará com 66 trens em operação. Desde 2012, 19 novos trens vêm sendo entregues para operação nas linhas 1 e 2. Em dezembro de 2015, com a inauguração da Linha 4 do metrô, o sistema terá mais 15 trens.

Estação General Osório no Rio reabre na 2ª quinzena do mês

05/12/2013 - O Globo

O Metrô Rio informou na tarde desta quinta-feira (5) que a Estação General Osório, em Ipanema, Zona Sul do Rio, reabre na segunda quinzena de dezembro. A estação está fechada desde o dia 23 de fevereiro deste ano.

O fechamento aconteceu para mais uma etapa das obras da Linha 4 do Metrô, que vai ligar Ipanema ao bairro da Barra da Tijuca

A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro - que ligará a Barra da Tijuca a Ipanema - vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas, segundo as estimativas da empresa. A previsão é que cerca de 2 mil veículos por hora/pico sejam retirados das ruas. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa.

Serão seis estações (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. A Linha 4 do Metrô entra em operação no primeiro semestre de 2016, após passar por uma fase de testes.

Com a nova linha, o passageiro poderá seguir, sem baldeação, do Jardim Oceânico, na Barra, à Estação Uruguai, na Tijuca. O trajeto Barra-Ipanema será feito em 15 minutos e o Barra-Tijuca, em 50 minutos.

Fonte: O Globo
Publicada em:: 05/12/2013

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Rio terá R$ 1,2 bilhão para investir no transporte

04/12/2013 - O Globo

O Banco Mundial aprovou nesta terça-feira um empréstimo de US$ 500 milhões (cerca de R$ 1,2 bilhão) para o Estado do Rio desenvolver políticas para melhorar a integração dos diferentes meios de transporte da Região Metropolitana. Segundo nota da secretaria estadual de Fazenda, os recursos serão liberados em uma parcela e investidos em uma agenda de melhoria dos serviços públicos do Governo estadual, principalmente no setor de mobilidade urbana, "para o qual será desenvolvido um plano de integração regional voltado para ônibus, trens, metro, barcas e teleféricos". Ainda segundo a secretaria, a ação permitirá a ampliação do alcance desses modais e beneficiará mais de 11 milhões de pessoas.

O projeto prevê, ainda, a implantação de serviços de monitoramento on line da operação dos diferentes modais. Essas informações serão repassadas simultaneamente aos usuários, gerenciadores e gestores, permitindo o melhor controle e gestão da operação. Com a maior integração dos meios de transporte, como trens e ônibus, haverá ainda a possibilidade de abertura de novas frentes de emprego, tendo em vista que 55% das vagas abertas estão na capital, enquanto que a maioria das famílias de baixa renda se encontra na periferia.

De acordo com o Banco Mundial, o Programa de Aperfeiçoamento da Gestão Pública para Oferta de Serviços no Rio de Janeiro também apoiará a melhoria do planejamento e da supervisão dos gastos públicos, além de um programa especial para expandir o acesso das mulheres às oportunidades sociais e econômicas (a fim de reduzir a violência doméstica e de gênero, usando a infraestrutura de transporte para oferecer serviços sociais de apoio às mulheres). Outro objetivo é contribuir para o aumento do uso de bicicletas e melhorar a segurança nas vias dedicadas a esse meio de transporte.

O empréstimo tem vencimento final de 26 anos e dez anos de carência. Participaram da cerimônia a diretora do Banco Mundial Deborah Wetzel , o governador Sérgio Cabral, o secretário de Estado de Fazenda Renato Villela, a subsecretária de Finanças Rebeca Villagra.









« Voltar


As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.