quinta-feira, 16 de maio de 2013

Metrô Rio põe à venda nome das estações para ter mais receita


16/05/2013 - O Globo

RIO — A concessionária que administra o metrô está anunciando a venda dos nomes das estações. A medida é apresentada no site da empresa como "o primeiro programa de patrocínio corporativo das autoridades de transporte do Brasil, incluindo direitos de nome, uma estratégia desenvolvida para parceiros exclusivos e bem estabelecidos em toda a amplitude dos ativos e instalações". Ainda segundo o texto, a iniciativa, em parceria com a IMX — empresa de Eike Batista —, tem o objetivo de identificar oportunidades de receita adicionais além das plataformas atuais, com propagandas e lojas.

Pelo projeto, batizado de Estação Patrocinada e que estimula as empresas a transformarem suas marcas em referência para a cidade, estações como Cinelândia, Cantagalo ou Pavuna receberiam um primeiro nome, no caso, das empresas que fecharem negócio com a concessionária Metrô Rio.

Em outro trecho de apresentação do projeto no site, a Metrô Rio diz que está criando negócios em várias dimensões: "Ele gera oportunidades exclusivas, comunicação dinâmica e plataformas de promoção, acesso a ativos e propriedades de classe mundial do MetrôRio e conexões de marca inovadoras".

A concessionária diz, ainda, que o programa oferece para as empresas a oportunidade de mostrar o comprometimento com o Rio e a sociedade carioca. E que procura parcerias em longo prazo.

O engenheiro de Transportes Fernando Mc Dowell, que participou de processos de concessão como da Via-Lagos e da Ponte Rio-Niterói, diz que uma parceria público-privada só tem sentido se tiver objetivo social, e classificou a proposta da Metrô Rio de absurda.

— Nunca ouvi nada parecido em lugar nenhum do mundo. Vão baixar o preço da tarifa? Uma medida absurda como essa só tem sentido se houver redução de custo do serviço para os usuários — disse ele, acrescentando que essa redução de preço teria que ser de no mínimo 30% no valor da passagem.

Procurada pelo GLOBO, a assessoria de imprensa da Metrô Rio desconhecia o projeto. A Agência Reguladora de Transportes (Agetransp) informou que só se pronunciará nesta quinta-feira sobre o caso, assim como a Secretaria estadual de Transportes.

Folha de SP

Metrô do Rio quer patrocínio em nome de estação de trem

DO RIO - O metrô do Rio anunciou em seu site o Projeto Estação Patrocinada, que prevê que empresas liguem seus nomes aos de estações.

De acordo com as informações do site, apenas seis das 35 estações da cidade estão incluídas no projeto: Carioca, Uruguaiana, Central e Cinelândia, no centro; General Osório, em Ipanema, zona sul; e Maracanã, na zona norte.

O programa foi criado pela empresa IMX, do grupo do empresário Eike Batista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário