sábado, 8 de setembro de 2012

Leblon já tem um canteiro para obras do metrô

07/09/2012 - O Globo

Operários, que desde julho fazem o mapeamento do solo para a Linha 4, já ocupam terreno do 23º BPM

NATANAEL DAMASCENO
 
Alojamento para operários já pode ser visto na Rua Mário Ribeiro
FÁBIO ROSSI / O GLOBO

RIO - Quem chega à Zona Sul pela Autoestrada Lagoa-Barra já percebe, à direita da Praça Sibélius, sinais da obra que vai mudar a rotina da região nos próximos meses. Um grande barracão foi erguido no terreno do 23º BPM (Leblon) e, há algumas semanas, serve de base para operários que trabalham na Linha 4 do metrô, que ligará Ipanema à Barra.
De acordo com a Secretaria estadual da Casa Civil, responsável pelo projeto, o canteiro abrigará oficinas e um alojamento para operários. Parte deles já pode ser vista no bairro. Segundo o governo, o trabalho de mapeamento do solo começou em julho, na esquina da Avenida Ataulfo de Paiva com a Borges de Medeiros.
Um outro canteiro, maior, também começou a ser construído em um terreno atrás da Estação da Leopoldina, no Centro. Ele receberá uma fábrica de pré-moldados que vai produzir os anéis de concreto que formarão os túneis do metrô, além de três alojamentos.
Segundo o governo, as próximas etapas da obra ainda não têm data para começar. Mas os moradores dos arredores dos canteiros já demonstram preocupação. Evelyn Rosenzweig, presidente da Associação de Moradores do Alto Leblon, diz que o clima é de apreensão.
— Eles, o governo e a concessionária, têm sido muito atenciosos. Mas causa muita apreensão não saber quando começam as próximas fases do projeto. Você não tem ideia da quantidade de moradores que me ligam pedindo informações. Os comerciantes do bairro também estão em polvorosa — contou ela.
As obras da Linha 4 foram iniciadas em junho de 2010 pela Barra e serão concluídas em dezembro de 2015, quando as seis estações (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico) serão inauguradas. Segundo o governo, quando as intervenções afetarem diretamente a Zona Sul, todos os moradores serão previamente informados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário