quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

05.01.11 às 02h40

Linha 4: Trens levarão mais de 168 mil passageiros por dia

Rocha começa a ser perfurada com explosivos para túnel do metrô entre Zona Sul e Barra

Rio - Com 900 kg de explosivos, foi realizada ontem a primeira detonação do túnel no Maciço da Tijuca por onde passarão os trens da Linha 4 do metrô, que ligará a Zona Sul à Barra da Tijuca. O caminho terá 14 km de extensão. Os trens vão levar mais de 168 mil passageiros por dia pelas seis estações entre o Jardim Oceânico, na Zona Oeste, e a Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. Em 2010, o túnel de serviço — espécie de caminho auxiliar — foi totalmente perfurado, com 280 m de extensão por dentro da rocha.
Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia
 As escavações devem avançar cerca de 4.5 metros por dia | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia
O secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, garantiu que o cronograma fixado pelo governo está sendo cumprido: “Na semana passada, representantes do Comitê Olímpico Internacional visitaram o canteiro de obras e gostaram do que viram”. 

Com investimento total de R$ 4 bilhões, a Linha 4 deverá ficar pronta em 15 de dezembro de 2015. No orçamento deste ano, o estado já garantiu R$ 350 milhões para a Linha, com previsão de chegar a R$ 500 milhões para dar mais velocidade às obras.

“Quando estiver pronto, o projeto permitirá que a viagem seja feita em apenas 35 minutos, entre as zonas Oeste e Sul”, explicou Júlio Lopes. “É uma obra olímpica e emblemática porque vai trazer conforto para quem mora e trabalha nos trechos por onde o metrô vai passar”, completou o secretário.
Duas explosões a cada dia

O engenheiro de produção Luigi Valda, disse que serão feitas duas explosões por dia, de segunda-feira a sábado, garantindo 4,5 m de perfurações diárias na rocha. Por dia, serão detonados 1.800 quilos de explosivos não tóxicos, de nitrato de amônia. Com 10,5 m de largura e 6,87 m de altura, o túnel dará origem a seis estações — Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Leblon, Jardim de Alah e Ipanema. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário