quarta-feira, 24 de março de 2010

Moradores de Ipanema não querem três estações do metrô

AQUI, NÃO


Ediane Merola - 22/03/2010


A PRAÇA Nossa Senhora da Paz, que deve receber uma estação do metrô / Foto de arquivo de Gustavo Stephan - O Globo

RIO - Moradores e comerciantes de Ipanema estão mobilizados contra a instalação da estação Nossa Senhora da Paz do Metrô que, até 2016, deverá chegar à charmosa praça do bairro. Eles temem pela saturação e pela descaracterização da região, que já tem uma estação na Praça General Osório e, pelos planos do governo do estado, ganhará uma terceira no Jardim de Alah. Para a comunidade, dois pontos de parada, nas extremidades de Ipanema, são suficientes e ainda podem estimular a circulação a pé no bairro.

Viagem entre as estações levaria cerca de um minuto

A estação General Osório, inaugurada em dezembro do ano passado, faz parte da Linha 1 do Metrô, que deverá chegar até a Gávea, onde encontraria a Linha 4, que seria construída apenas no trecho Barra-Gávea. Este trajeto teria ao todo sete estações, entre elas a Nossa Senhora da Paz e a Jardim de Alah. Diretor do Quadrilátero do Charme de Ipanema, entidade que reúne cerca de 70 associados, Bruno Pereira ressalta que o tempo de viagem entre cada uma das três estações do bairro teria, em média, pouco mais de um minuto:

- A viagem entre as estações General Osório e Nossa Senhora da Paz vai durar um minuto e 20 segundos, por exemplo. O usuário gasta mais tempo percorrendo a estação do que circulando na rua - ponderou Bruno Pereira, acrescentando que bairros maiores, como Tijuca e Copacabana, têm três estações. - Ipanema tem muitos eventos, a praia e as lojas. Quanto mais estações, maior o adensamento no bairro. Além disso, construir uma estação a menos pode significar redução de tempo e de gasto com a obra.

Preocupado com o futuro de Ipanema, o empresário solicitou uma reunião com o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes. O encontro, que estava marcado para o dia 29, também teria, segundo Pereira, a presença de Ignez Barretto, coordenadora do Projeto de Segurança do bairro, e Maria Amélia Fernandes Loureiro, presidente da Associação de Moradores de Ipanema, além de empresários, como Antônio Bernardo, Lauro Wolner e Marcos José Magalhães Pinto. A reunião, porém, foi desmarcada.

Não somos contra o Metrô, muito menos contra o crescimento da cidade. Mas Ipanema é um bairro pequeno, onde as pessoas fazem tudo a pé

- Não somos contra o Metrô, muito menos contra o crescimento da cidade. Mas Ipanema é um bairro pequeno, onde as pessoas fazem tudo a pé - disse Pereira.

Em relação à construção da estação Nossa Senhora da Paz, a Secretaria estadual de Transportes informou, em nota, acreditar que "a sociedade carioca se manifestará positivamente, todavia, abrirá espaço para os moradores no bairro apresentarem seus questionamentos". Para Ignez Barreto, construir uma estação na Nossa Senhora da Paz vai descaracterizar a praça:

- Tem que instalar dois respiradores para a estação, elevador. E aquela proteção em forma de concha que botaram na General Osório? Já imaginou aquilo aqui na praça?

Além de afetar a estética do lugar, Maria Amélia teme que a realização de obras da Nossa Senhora da Paz prejudique o comércio na região:

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2010/03/23/moradores-de-ipanema-nao-querem-tres-estacoes-do-metro-916156313.asp

- A obra atrapalharia os comerciantes. E, se houver apenas as estações General Osório e Jardim de Alah, isso poderá aumentar a circulação de pessoas pelas ruas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário